Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Florbela Espanca’ Category

Nos subterrâneos do meu cotidiano, tenho lido uma edição de sonetos da Florbela Espanca que traz uma seleção de poemas das suas obras Livro de MágoasLivro de Sóror Saudade Charneca em Flor (póstuma). O que me surpreende é que a sutileza possa ter tanta força, mas estou apenas na metade, ainda tem muito de tudo pela frente. Por ora, só deixo um pedacinho do livro, para entrar no clima do outono (um tanto quente) da poeta.

 

Outonal (Charneca em flor, 1931)

Caem as folhas mortas sobre o lago;
Na penumbra outonal, não sei quem tece
As rendas do silêncio… Olha, anoitece!
– Brumas longínquas do País do Vago…

Veludos a ondear… Mistério mago…
Encantamento… A hora que não esquece,
A luz que a pouco e pouco desfalece,
Que lança em mim a bênção dum afago…

Outono dos crepúsculos doirados,
De púrpuras, damascos e brocados!
– Vestes a terra inteira de esplendor!

Outono das tardinhas silenciosas,
Das magníficas noites voluptuosas
Em que eu soluço a delirar de amor…

 

Read Full Post »